comer e dormir - Equipamentos de Apoio

Casa da Amizade Ansião-Erbach

Uma homenagem à geminação de Ansião com Erbach, na Alemanha.

QuartosLavandariaRestauranteWC privativo

A Casa da Amizade Ansião-Erbach, cuja designação assinala e homenageia a geminação com aquela localidade alemã, situa-se no espaço da Quinta das Lagoas, junto e a norte da vila de Ansião. Dotada de quatro camaratas (12 camas cada) e outros tantos quartos duplos, num total de 56 camas, a Casa da Amizade dispõe ainda de sala de convívio, cozinha, refeitório e lavandaria perfeitamente equipados.

A Casa da Amizade Ansião-Erbach funciona como equipamento de apoio a iniciativas municipais ou associativas, destacando-se desde a sua inauguração, em 2002, o seu papel de apoio a inúmeros estágios desportivos de equipas e modalidades diversas.

Este equipamento pode ser requisitado e utilizado por grupos, mediante a aceitação e cumprimento do respectivo regulamento interno.

Nota: Não serão aceites as candidaturas de grupos com menos de 15 utilizadores, salvo às Associações do Concelho de Ansião e às Comitivas e Delegações de Erbach.

 A Casa da Amizade encontra-se em funcionamento durante todo o ano. 

Consulte o regulamento de utilização e funcionamento da casa da Amizade Ansião - Erbach.

Caso deseje formalizar um pedido efectue aqui a reserva.

Preços

De acordo com tabela de taxas do Múnicipio de Ansião em vigor.

Mapa com a localização
É necessário ter javascript ligado para a ver este conteúdo.

Contactos

Lagoas
3240-220 Ansião

Tel.: (+351) 236 670 200
desporto@cm-ansiao.pt

GPS 39°55'15.08"N | 8°26'22.34"W

Sugestões

  • Igreja Matriz de Ansião A actual igreja data de finais do século XVI, mais precisamente 1593.
  • Ponte da Cal Construção do século XVII, parte do antigo eixo viário que ligava Coimbra a Lisboa. Os dois tanques de banhos são destinados, respectivamente, às mulheres e aos homens.
  • Ponte do Marquinho Localizada na freguesia de Santiago da Guarda, no lugar do Marquinho, esta ponte é do século XIX.
  • Quinta de Cima Palácio real do século XVI, já foi em tempos o local eleito de monarcas, políticos, pintores e escritores, mas não só, que se refugiavam entre as paredes da residência senhorial para reencontrar a inspiração e “fugir” ao reboliço da capital.
O meu itinerário

O meu itinerário

ver mapa